O Uso do Lodo de Esgoto Compostado como Adubo no Desenvolvimento Inicial de Anadenanthera peregrina em Plantios de Restauração Florestal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21664/2238-8869.2024v13i1.p187-199

Palavras-chave:

adubação orgânica, biossólido, restauração ecológica

Resumo

Vastas áreas naturais sofreram grandes impactos ambientais com o avanço da urbanização e expansão agrícola, comprometendo o solo e inviabilizando sua regeneração natural. A restauração ecológica tem-se usado de novas tecnologias e estratégias para sua melhor eficácia. O lodo de esgoto compostado (LEC) para o plantio de mudas nativas cultivadas em viveiros tem sido cada vez mais utilizado, entretanto, ainda são raros os projetos que fazem uso deste biossólido na recuperação de ecossistemas. O experimento analisou a eficiência do LEC para o desenvolvimento de Anadenanthera peregrina. Foram selecionados 88 indivíduos distribuídos aleatoriamente em uma área de recuperação florestal e submetidos a quatro tratamentos: T1 – sem adubação (controle); T2 – 100% ureia nitrogenada; T3 – 50% LEC + 50% ureia; T4 – 100% LEC. Para a análise do desenvolvimento foram registrados os seguintes parâmetros biométricos: altura, espessura do caule à altura do solo e o diâmetro da copa. Houve um desenvolvimento superior para as mudas que receberam os tratamentos T4 e T3 em todos os parâmetros, comparadas aos grupos que receberam ureia nitrogenada ou controle. O LEC, aplicado em campo, acelerou o desenvolvimento de A. peregrina representando uma alternativa econômica e ecologicamente interessante para projetos de recuperação de áreas degradadas.

Referências

Aisse M, Lobato MB, Civil E, Bona, A, Engenharia, ÀD, Garbossa, LHP. Estudo comparativo do reator UASB e do reator anaeróbio compartimentado sequencial no tratamento de esgoto sanitário. In: Congreso Interamericano de Ingenieria Sanitaria y Ambiental, 27., 2000, Porto Alegre. Anais Rio de Janeiro: ABES, 2000. p.1-9.

Andrade BG, Carneiro A de CO, Vital BR, Souza AL de, Coelho DJS. Determinação do potencial tanífero em povoamento de Angico. Ciência da Madeira, v.4, n.2, p.139-151, 2013. https://doi.org/10.12953/2177-6830.v04n02a02.

Andreoli CV, Von Sperling M, Fernandes F. Land application on sewage sludge In: Andreoli CV, Von Sperling M, Fernandes F. Sludge treatment and disposal. 1st ed. London: IWA Publishing, 2007. p.162-206. https://doi.org/10.2166/9781780402130.

Andreoli CV, Fernandes F, Von Sperling M. Lodos de esgoto: tratamento e disposição final. Belo Horizonte, MG: Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental – UFMG, 2001. 484p.

Benayas JMR, Newton AC, Diaz A, Bullock JM. Enhancement of biodiversity and ecosystem services by ecological restoration: a meta-analysis. Science, v.325, n. 5944, p.1121-1124, 2009. https://doi.org/10.1126/science.1172460

Bettiol W, Camargo OA. De resíduo a fertilizante: uma análise prospectiva do meio ambiente. In: Coscione ARC, Nogueira TAN, Pires AMM. Uso agrícola de lodo de esgoto: avaliação após a resolução n˚ 375 do CONAMA. Botucatu: FEPAF, 2010. p.13-25.

Boit A, Sakschewski B, Boysen L, Cano-Crespo A, Clement J, Garcia-Alaniz N, Kok K, Kolb M, Langerwisch F, Rammig A, Sachse R, Van Eupen M, Von Bloh W. Zemp, DC, Thonicke K. Large scale impact of climate change vs. land‐use change on future biome shifts in Latin America. Global Change Biology, v.22, n.11, p.3689-3701, 2016. https://doi.org/10.1111/gcb.13355.

Brancalion PHS, Rodrigues RR, Gandolfi S, Kageyama, PY, Nave AG, Gandara FB, Barbosa LM, Tabarelli M. Instrumentos legais podem contribuir para a restauração de florestas tropicais biodiversas. Revista Árvore, v.34, n.3, p.455-470, 2010. https://doi.org/10.1590/S0100-67622010000300010.

Brasil. Resolução CONAMA nº 375, de 29 de agosto de 2006. Define critérios e procedimentos, para o uso agrícola de lodos de esgoto gerados em estações de tratamento de esgoto sanitário e seus produtos derivados, e dá outras providências. Disponível em: Acesso em: 05 jun. 2020.

Cabreira GV, Leles PS, Alonso JM, Abreu AHM, Lopes NF Santos GR dos. Biossólido como componente de substrato para produção de mudas florestais. Floresta, v.47, n.2, p.165-176, 2017. https://doi.org/10.5380/rf.v47i2.44291.

Caldeira MVW, Delarmelina WM, Lübe SG, Gomes DR, Gonçalves EO, Alves AF. Biossólido na composição de substrato para a produção de mudas de Tectona grandis. Floresta, v.42, n.1, p.77-84, 2012. https://doi.org/10.5380/rf.v42i1.26302.

Carlos R, Jacinto J.A, Freitas AG. Avaliação da viabilidade financeira de utilização do lodo de esgoto como fertilizante na região metropolitana de Belo Horizonte – MG. NBC - Periódico científico no núcleo de biociências, v.5, n.10, p.25-31, 2015. https://doi.org/10.15601/2238-1945/pcnb.v5n10p25-31.

Cavalcante ALG, Oliveira F, Pereira KTO, Dantas RP, Oliveira MKT, Cunha RC, Souza MW. Desenvolvimento de mudas de mulungu fertirrigadas com diferentes soluções nutritivas. Floresta, v.46, n.1, p.47-55, 2016. https://doi.org/10.5380/rf.v46i1.34888.

Colodro G, Espíndola CR, Cassiolato AM, Alves MC. Atividade microbiana em um Latossolo degradado tratado com lodo de esgoto. Revista brasileira de engenharia agrícola e ambiental, v.11, n.2, p.195-198, 2007. https://doi.org/10.1590/S1415-43662007000200010.

Conama - Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n. 375, de 29 agosto de 2006. Define critérios e procedimentos, para o uso agrícola de lodo de esgoto gerados em estações de tratamento de esgoto sanitário e seus produtos derivados, e dá outras providências. Diário oficial da união: seção 1, Brasília, DF, p.141-146, 29 ago. 2006.

Corcioli G, Borges JD, Jesus RP. Sintomas de deficiência nutricional de macronutrientes em mudas de Khaya ivorensis cultivadas em solução nutritiva. Pesquisa Florestal Brasileira, v.34, n.78, p.159-164, 2014. https://doi.org/10.4336/2014.pfb.34.78.641.

Dean, W. A ferro e fogo: a história e a devastação da Mata Atlântica brasileira. Tradução: Moreira, C. K. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. 87p.

Echeverría C, Smith‐Ramírez C, Aronson J, Barrera‐Cataño JI. Good news from Latin America and the Caribbean: national and international restoration networks are moving ahead. Restoration Ecology, v.23, n.1, p.1-3, 2015. https://doi.org/10.1111/rec.12174.

Elliot S. The potential of automating assisted natural regeneration of tropical forest ecossystems. Biotropica, v.48, n.6, p.825-833, 2016. https://doi.org/10.1111/btp.12387

Garcia LC, Hobbs RJ, Ribeiro DB, Tamashiro JY, Santos FAM, Rodrigues RR. Restoration over time: is it possible to restore trees and non-trees in high-diversity forest? Applied Vegetation Science, v.19, n.4, p.655-666, 2016. https://doi.org/10.1111/avsc.12264.

Ipmet. Centro de Meteorologia da Faculdade de Ciências/UNESP. Banco de dados de desastres naturais. Disponível em: https://www.ipmetradar.com.br/2desastres.php. Acesso em: 10 nov. 2018.

Kämpf AN. Produção comercial de plantas ornamentais. Guaíba: Agrolivros, 2.ed., 2005. 254p.

Lanzeti NGAA, Chimini AC, Stancare Neto M, Paz MF, Siqueira, MVBM. Lodo de esgoto compostado e diferentes lâminas de irrigações no desenvolvimento de Acacia polyphylla. Journal of Biotecnology Biodiversity, v.9, n.2, p.201 - 211, 2021. http://dx.doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v9n2.lanzeti

Lima PAF, Gatto A, Albuquerque LB, Malaquias JV, Aquino FG. Crescimento de mudas de espécies nativas na restauração ecológica de matas ripárias. Neutropical Biology and Conservation, v.11, n.2, p.72-79, 2016. https://doi.org/10.4013/nbc.2016.112.03.

Lobo TF, Oliveira FC, Morgado BT, Siqueira MVBM. Diferentes misturas com lodo de esgoto compostado enriquecido e substrato comercial em quaresmeira. Fronteiras, v.7, n.1, p.326-340, 2018. https://doi.org/10.21664/2238-8869.2018v7i1.p326-340.

Lorenzi H. Árvores brasileiras: Manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 2 ed. Nova Odessa: Plantarum, 1998. 160p.

Mazuchowski JZ, Silva ETD, Maccari Junior A. Efeito da luminosidade e adição de nitrogênio no crescimento de plantas de Ilex paraguariensis St. Hil. Revista Árvore, v.31, n.4, p.619-627, 2007. https://doi.org/10.1590/S0100-67622007000400006

Mesquita GRA, Von Randow JR, Oliveira RL, Gonçalves MVVA. Viabilidade do lodo de esgoto na agricultura. Exatas & Engenharias, v.7, n.17, p.80-87, 2017. https://doi.org/10.25242/885X7172017898.

Morgado BT, Olher I, Rossi M, Timo T, Lobo T, Siqueira MVBM. Growth of Cecropia hololeuca in water blades and substrates formulated with sewage sludge. Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, v.63, p.1 - 10, 2020. https://doi.org/10.22491/rca.2020.3174

Myers N, Mittermeier RA, Mittermeier CG, Fonseca GA, Kent J. Biodiversity hotspots for conservation priorities. Nature, v.403, n.6772, p.823-858, 2000. https://doi.org/10.1038/35002501.

Olher I, Siqueira MVBM, Antoniassi B. Plantando sorrisos momento IV: uma prática ambiental e social com as Amigas do Peito de Bauru/SP. Experiência - Revista Científica de Extensão. v. 4, p. 69 - 79, 2018. https://doi.org/10.5902/2447115138127

Pacheco AR, Stancare Neto M, Costa GHG, Paz MF, Siqueira MVBM. Desenvolvimento do amendoim-bravo (Pterogyne nitens Tul.) sob lâminas de água e composições de substratos Journal of Biotecnology Biodiversity, v.9, n. 4, p.359 - 368, 2021. https://doi.org/10.20873/jbb.uft.cemaf.v9n4.pacheco

Peroni GS, Machado G, Yamashita VP, Paz MF, Lobo TF, Siqueira MVBM. Crescimento de mudas de tamboril sob lâminas de água e substratos formulados com lodo de esgoto compostado. Revista Forestal Mesoamerica Kuru-Rfmk, v.19, n. 44, p.1 - 11, 2022. http://dx.doi.org/10.18845/rfmk.v19i44.6095

Raij BV, Andrade JC, Cantarella H, Quaggio JA. Análise química para avaliação e fertilidade de solos tropicais. 1 ed. Campinas: Instituto Agronômico, 2001. 285p.

Raij BV, Cantarella H, Quaggio JA, Furlani AMC. Recomendações de adubação e calagem para o estado de São Paulo. 2 ed. Campinas: Instituto Agronômico, 1997. 285p.

Rodrigues RR, Lima RAF, Gandolfi S, Nave AG. On the restoration of high diversity forest: 30 years of experience in the Brazillian Atlantic Forest. Biological conservation, v.142, n.6, p.1242-1251, 2009. https://doi.org/10.1016/j.biocon.2008.12.008

Sampaio TF, Guerrini IA, Backes C, Heliodoro JCA, Ronchi HS, Tanganelli KM, Carvalho NC, Oliveira FC. Lodo de esgoto na recuperação de áreas degradadas: efeito nas características físicas do solo. Revista brasileira de ciência do solo, v.36, n.5, p.1637-1645, 2012. https://doi.org/10.1590/S0100-06832012000500028

Santos FEV, Kunz SH, Caldeira MVW, Azevedo CHS, Rangel OJP. Características químicas de substratos formulados com lodo de esgoto para produção de mudas florestais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.18, n.9, p.971–979, 2014. http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v18n09p971–979

Scheer MB, Carneiro C, Bressan AO, Santos KG. Composto de lodo de esgoto para produção de mudas de Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan. Cerne, v.18, n.4, p.623-621, 2012. https://doi.org/10.1590/S0104-77602012000400011.

Schmitz JAK, Souza PVD, Kämpf AN. Propriedades químicas e físicas de substratos de origem mineral e orgânica para o cultivo de mudas em recipientes. Ciência Rural, v.32, p.937-944, 2002. https://doi.org/10.1590/S0103-84782002000600005

Ser - Society For Ecological Restoration International. Princípios da SER International sobre a restauração ecológica. Grupo de Trabalho sobre Ciência e Política - versão 2. Tucson: SER, 2004. Disponível em: www.ser.org.

Silva BVN, Pinto LVA. Potencial do uso do lodo de esgoto como adubo orgânico em cobertura de espécies florestais nativas plantadas em área degradada por pastagem. Revista Agrogeoambiental, v.2, n.1, p.50-56, 2010. https://doi.org/10.18406/2316-1817v2n12010251.

Stuble KL, Fick SE, Young TP. Every restoration is unique: testing year effects and site effects as drivers of initial restoration trajectories. Journal of Applied Ecology, v.54, n.4, p.1051-1057, 2017. https://doi.org/10.1111/1365-2664.12861.

Tabarelli M, Aguiar AV, Ribeiro MC, Metzger JP, Peres CA. Prospects for biodiversity conservation in the Atlantic Forest: lessons from aging human-modified landscapes. Biological Conservation. v.143, n.10, p.2328-2340, 2010. https://doi.org/10.1016/j.biocon.2010.02.005.

Downloads

Publicado

2024-04-05

Como Citar

YAMASHITA, Vitor Paciello; NASCIMENTO, Michele de Moraes; PERONI, Guilherme; CÉSAR, Ricardo Gomes; LOBO, Thomaz Figueiredo; BRITO, Gustavo Reis de; SIQUEIRA, Marcos Vinicius Bohrer Monteiro. O Uso do Lodo de Esgoto Compostado como Adubo no Desenvolvimento Inicial de Anadenanthera peregrina em Plantios de Restauração Florestal. Fronteira: Journal of Social, Technological and Environmental Science, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 187–199, 2024. DOI: 10.21664/2238-8869.2024v13i1.p187-199. Disponível em: https://revistas2.unievangelica.edu.br/index.php/fronteiras/article/view/7111. Acesso em: 17 jul. 2024.