Uso de Subprodutos da Extração de Bentonita na Composição de Substratos para Produção de Mudas de Quiabo (Abelmoschus esculentus L.)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21664/2238-8869.2024v13i1.p167-177

Palavras-chave:

produção de hortaliças, substratos alternativos, rochagem

Resumo

O quiabeiro é uma hortaliça comum entre os brasileiros e a utilização de fertilizantes alternativos nessa cultura é de extrema importância. Desse modo, objetivou-se avaliar o uso de subprodutos da extração de bentonita na composição de substratos para produção de mudas de quiabo (Abelmoschus esculentus L.). O experimento foi realizado na Universidade Federal da Paraíba, campus II, em Areia-PB. O delineamento experimental foi realizado em blocos casualizados com cinco tratamentos, a testemunha e quatro proporções de subproduto da extração de bentonita, resultando em 100 plantas. Foi realizada a caracterização física e química do substrato, e avaliado o índice de velocidade de emergência e as medidas biométricas. Os dados foram submetidos à análise estatística. Logo, observou-se que a área foliar apresentou maior diferença de médias entre os substratos, sendo o S-2 o que obteve a maior delas, enquanto o S-1 e S-5 apresentaram médias idênticas. A massa fresca de parte aérea apresentou médias mais divergentes entre si, destacando o S-2 com maior valor e o S-5 com o menor. O substrato que obteve as melhores médias na produção das mudas de quiabeiro foi o S-2, com 4% do subproduto da extração de bentonita.

Biografia do Autor

Ramon Freire da Silva, Universidade Federal da Paraíba, UFPB

 

 

Referências

RGB, Kratz D 2022. Basalt rock dust incorporated to substrate favors Monteverdia ilicifolia seedlings initial growth. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, 42(e202002142):1-9.

Anacleto A, Bueno RS 2021.Germinação e sobrevivência de Adenium obdesum (forssk.) (Rosa do Deserto-Apocynaceae) em diferentes substratos. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, 14(4):1-12.

Augusto J, Sena JOA, Hata FT, Cunha FAD, Campos TA 2022. Produção de alface americana orgânica sob doses de pó de rocha basáltica, composto orgânico e microrganismos eficientes. Agrarian, 15(55):e15153-e15153.

Brito BMA, Cartaxo JM, Nascimento NFC, Ferreira HC, Neves GA, Menezes RR 2016. Avaliação de argilas bentoníticas policatiônicas do estado da Paraíba com aditivos para aplicação em perfuração de poços de petróleo e tintas à base de água. Cerâmica, 62(361):45–54.

Cassimiro AA, Carvalho GA, Silva LFL, Florentino LA, Oliveira FA, Lima FMD 2022. Bactérias promotoras de crescimento vegetal e uso de pó de rocha na produção inicial de hortaliças não convencionais. Research, Society and Development, 11(4): e13311426469.

Dousseau S, Alvarenga AAD, Arantes LDO, Oliveira DMD, Nery FC 2008. Germinação de sementes de tanchagem (Plantago tomentosa Lam.): influência da temperatura, luz e substrato. Ciência e Agrotecnologia, 32:438-443.

Farias HLR, Melo AR, Marques CRM, Bortolatto LB 2020. Avaliação da capacidade de adsorção do corante têxtil azul marinho K-BF utilizando bentonita. Revista de Engenharia e Tecnologia, 12(2):181-192.

Ferraz AV, Engel VL 2011. Efeito do tamanho de tubetes na qualidade de mudas de jatobá (Hymenaeacourbaril L. var. stilbocarpa (Hayne) Lee Et Lang.), ipê-amarelo (Tabebuia chrysotricha (Mart. Ex Dc.) Sandl.) e guarucaia (Parapiptadeniarigida (Benth.) Brenan). Revista Árvore, 35(3):413-423.

Ferreira LE, Medeiros JF, Silva NKC, Linhares PSF, Alves RC 2012. Salinidade e seu efeito sobre a produção de grãos do quiabeiro Santa Cruz 47. Revista Verde, 7(4):108-113.

Galati VC, Filho ABC, Galati VC, Alves AU 2013. Crescimento e acúmulo de nutrientes da cultura do quiabeiro. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, 34(1):191-200.

Goes GF, Guilherme JMS, Sales JRS, Sousa GG 2019. Ambiência agrícola e estresse salino em mudas de quiabo. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 13(5):3646 – 3655.

Gomes JM, Couto L, Leite HG, Xavier A, Garcia SLR 2002. Parâmetros morfológicos na avaliação de qualidade de mudas de Eucalyptus grandis. Revista Árvore, 26:655-664.

Lajús CR, Luz GL, Silva CG, Dalcanton F, Barichello R, Sauer AV, Dal Piva AJ 2021. Aspectos qualitativos e quantitativos de variedades de alface submetidas a concentrações de pó de rocha em cultivo orgânico. Brazilian Journal of Development, 7(5):49489-49512.

Li C, Li C, Zhang H, Liao, H, Wang X 2017. The purple acid phosphatase GmPAP21 enhances internal phosphorus utilization and possibly plays a role in symbiosis with rhizobia in soybean. Physiologia Plantarum, 159(2):215-227.

Mendes KLF, Vieira H, Pereira JREB, Moreira JN, Vale KS, Caiana CRA, Bezerra Neto FC, Medeiros AC, Maracajá PB 2020. Production pepper cultivated with stone dust and manure in semi-arid region. Research, Society and Development, 9(7):1-15 e487974360.

Oliveira AP, Oliveira AN, Silva OPR, Pinheiro SM, Gomes Neto AD 2013. Rendimento do quiabo adubado com esterco bovino e biofertilizante. Semina: Ciências Agrárias, 34(6):2629-2636.

Pelloso MF, Farias BGAC, Paiva AS 2020. Produção de mudas de meloeiro em substrato à base de ramas de mandioca. Colloquium Agrariae, 16(1):87-100.

Santos JB, Silveira TP, Coelho PS, Costa OG, Matta PM, Silva MB, Drumond Neto AP 2010. Interferência de plantas daninhas na cultura do quiabo. Planta Daninha, Viçosa-MG, 28(2):255-262.

Silva AB, Damascena JF, Lima EF, Pereira JA, Silva CM, Silva WA 2022. Germinação e desenvolvimento inicial de rosa do deserto em diferentes substratos. Journal of Environmental Analysis and Progress, 7(3):127-134.

Silva ED, Matos HRR, Barros BGA, Oliveira FJV 2021. Esterco caprino na composição de substratos para germinação e emergência de Lablab purpureus. Scientific Electronic Archives, 15(1):13-20.

SIlva MC, Monte CN 2022. Aplicabilidade de argilas bentoníticas para a mitigação da contaminação ambiental em áreas de aterros sanitários: uma revisão. Brazilian Journal of Development, Curitiba, 8(3):16968-16988.

Sousa AP, Nascimento IR, Carline JVG, Oliveira LB, Teles SP, Pereira FF, Matos Neto JF 2022. KAONRDÖRFER, D. B. Doses e fontes de zinco aplicado via foliar na qualidade de mudas de alface. Revista Agrária Acadêmica. 5(2).

Teixeira PC, Donagemma GK, Wenceslau AF, Teixeira G 2017. Manual de Métodos de Análise de Solo. 3. ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 573 pp.

Tito GA, Chaves LHG, Guerra HOC, Soares FAL 2011. Uso de bentonita na remediação de solos contaminados com zinco: efeito na produção de feijão. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 15(9):917–923.

Wang Yi, Wu Wei-Hua 2017. Regulation of potassium transport and signaling in plants. Current Opinion in Plant Biology, 39:123-128.

Welter MK, Melo VF, Bruckner CH, Góes HTP, Chagas EA, Uchôa SCP 2011. Efeito da aplicação de pó de basalto no desenvolvimento inicial de mudas de camu-camu (Myrciaria dubia). Revista Brasileira de Fruticultura, 33:922-931.

Younas T, Cabello GGC, Taype MA, Cardenas JAL, Trujillo PDC, Salas-Contreras, WH, Yaulilahua-Huacho R, Areche FO, Rodriguez AR, Cruz Nieto DD, Chirre ETC, Gondal AH 2022. Conditioning of desert sandy soil and investigation of the ameliorative effects of poultry manure and bentonite treatment rate on plant growth. Brazilian Journal of Biology, 82(e269137).

Downloads

Publicado

2024-04-05

Como Citar

LUNA NETO, Erasmo Venâncio de; CAVALCANTE, Emanuel da Costa; FARIAS, Kênia Kiola Souza; SANTOS, Robson Vinício dos; SILVA, Joalison de Brito; CAMPOS, Milton César Costa; ARAÚJO, Josefa Vanessa dos Santos; BEIRIGO, Raphael Moreira; SILVA, Ramon Freire da. Uso de Subprodutos da Extração de Bentonita na Composição de Substratos para Produção de Mudas de Quiabo (Abelmoschus esculentus L.) . Fronteira: Journal of Social, Technological and Environmental Science, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 167–177, 2024. DOI: 10.21664/2238-8869.2024v13i1.p167-177. Disponível em: https://revistas2.unievangelica.edu.br/index.php/fronteiras/article/view/6807. Acesso em: 17 jul. 2024.