A Contribuição de uma Associação de Catadores de Materiais Recicláveis para a Melhoria nas Condições de Vida de seus Associados

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21664/2238-8869.2023v12i3.p127-140

Palavras-chave:

desenvolvimento humano, resíduos sólidos urbanos, mudança social

Resumo

Estima-se que, por ano, cerca de setenta milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos - RSU, são alocados nos aterros sanitários e nos lixões, dos quais, aproximadamente 78% são materiais orgânicos e secos e o restante, 22%, são rejeitos e outros. Em razão disso, muitos lixões passam a ser a principal atividade econômico para as pessoas que estão à margem no mercado de trabalho formal e por isso, procuram organizar-se de modo estratégico em associações. Este artigo tem como objetivo analisar como as associações de catadores de materiais recicláveis possibilitam gerar melhorias nas condições de vida. A pesquisa caracteriza-se como um estudo de caso em uma associação de catadores de materaisi recicláveis. Utilizam-se técnicas de aplicação de questionário semiestruturado, observação direta, além de registros de conversas informais, realizadas a partir do ano de 2020. Os resultados indicam que as associações ajudam a melhorar as condições de vida, em especial na obtenção de renda, senso de pertencimento em torno das atividades da associação, porém, muitas outras melhorias se fazem necessárias quando se trata de desenvolvimento humano.

Referências

AABETRE – Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes. Atlas da Destinação Final de Resíduos – Brasil 2020. Disponível em: http://abetre.org.br/atlas-da-destinacao-final-de-residuos-brasil-2020/. Acesso em 13 de mar 2021.
AGOSTINI, Josieli; BUSATO, Maria Assunta. Coleta e separação de materiais recicláveis: potencialidades e limitações de associações de catadores. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 1-13, jul./dez. 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/25260/22252. Acesso em: 15 abr. 2022.
ANCAT - Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis. Anuário da Reciclagem 2021 retrata a realidade de catadores(as) de materiais recicláveis no Brasil. Disponível em: https://ancat.org.br/anuario-da-reciclagem-2021-retrata-a-realidade-dos-catadores-de-materiais-reciclaveis-e-de-suas-organizacoes-no-brasil/. Acesso em 22 jan. 2023.
BARBOSA, Jhienifer Virginio; REIS, Cleilson Teobaldo dos. A associação de catadores de materiais recicláveis como espaço de subversão ao racismo: como a psicologia pode contribuir? Revista Latino-Americana de Estudos Científicos, [S. l.], v. 2, n. 12, p. 59-76, dez. 2021. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/ipa/article/view/35653. Acesso em: 15 abr. 2022.
BASTOS, Valéria Pereira. Catadores de materiais recicláveis e a Covid 19: impactos no trabalho diante da pandemia. Revista Latino-Americana de Relações Internacionais, Rio Grande, v. 3, n. 1, p. 118-132, jan./abr. 2021. Disponível em: https://periodicos.furg.br/cn/article/view/13009. Acesso em: 15 abr. 2022.
BRASIL, Lei nº. 12.305/2010, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei nº.9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da União de 3 de agosto de 2010, p. 2
CAMPOS, Joandson Fernandes; TEIXEIRA, Bernardo Arantes do Nascimento. Identificação de redes de cooperativas de catadores de materiais recicláveis no Brasil. In: CONGRESSO SUL-AMERICANO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E SUSTENTABILIDADE, 4., 2021, Gramado. Anais [...]. Gramado: Instituto Brasileiro de Estudos Ambientais, 2021. p. 1-6. Disponível em: http://www.ibeas.org.br/conresol/conresol2021/XIII-002.pdf. Acesso em: 16 abr. 2022.
CÂNDIDO, Silvio Eduardo; SOULÉ, Fernanda Veríssimo; SACOMANO Neto, Mário. The Emergence of “Solidarity Recycling” in Brazil: Structural Convergences and Strategic Actions in Interconnected Fields. Organization & Environment, [S. l.], v. 32, n. 3, p. 363-385, mar. 2019. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/1086026618759835. Acesso em: 16 abr. 2022.
CASTRO, Lucilla Raphaelle Carmo; LISBOA, Flávia Augusta Miranda; SOUZA, Ingrid Tatiany Ribeiro Gomes de. Tecnologias sociais e resíduos sólidos: catalogação de experiências em cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis e um retrato da Amazônia brasileira. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 2, p. 1-22, jul./dez. 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/26003/22817. Acesso em: 15 abr. 2022.
CAVALCANTE, Lívia Poliana Santana et al. A história de luta e organização de associações de catadores de materiais recicláveis no Estado da Paraíba: uma análise mesorregional. In: CIRNE, Luiza Eugênia da Mota Rocha; FRANCISCO, Paulo Roberto Megna; FARIAS, Soahd Arruda Rached (org.). Gestão integrada de resíduos: universidade & comunidade. Campina Grande: EPGRAF, 2018. p. 25-28.
FERREIRA, Adriano Fernandes; MELO, Graziela Araújo; PADILHA, Mariana Maria Álamo. A Logística Reversa e sua regulamentação no Brasil: A Política Nacional dos Resíduos Sólidos. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 7, n. 6, p. 63024-63037, jun. 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/31891. Acesso em: 17 abr. 2022.
FONTÃO, Simone Sedano; OLIVEIRA, Lilian Pittol Firme de. A importância da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis: o contexto social dos catadores. Educação Ambiental em Ação, [S. l.], v. 20, n. 78, não paginado, jan./jun. 2020. Disponível em: https://revistaea.org/artigo.php?idartigo=3997. Acesso em: 15 abr. 2022.
FRIZON, Jucelia Appio et al. Gestão de Resíduos Sólidos e trabalho informal: a experiência do município de Francisco Beltrão (Paraná). Amazônia, Organizações e Sustentabilidade, Belém, v. 10, n. 2, p.118-140, jul./dez. 2021. Disponível em: http://revistas.unama.br/index.php/aos/article/view/2028. Acesso em: 16 abr. 2022.
FUZZI, Fernanda Regina; LEAL, Antonio Cezar. Cooperativas e associações de catadores de materiais Recicláveis organizadas em rede: Rede Cataoeste, São Paulo, Brasil. Revista Formação, Presidente Prudente, v. 25, n. 45, p. 123-155, maio/ago. 2018. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/formacao/article/view/5495/4513. Acesso em: 15 abr. 2022.
GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 7ª.ed. São Paulo. Atlas. 2022. ISBN-10:‎ 6559771636, ISBN-13:‎ 978-6559771639.
IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. < https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo>. Acesso em 31 de agosto de 2020.
IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2017. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pesquisa/30/84366. Acesso em 04 fev 2021
LAHMANN, Daiane Fernandes Pereira et al. Os desafios e benefícios do trabalho realizado por uma associação de catadores. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 14, p. 1-13, dez. 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/21688/19411. Acesso em: 16 abr. 2022.
LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho científico. 9.ed. São Paulo: Atlas, 2021. ISBN-10:‎ 8597026537,ISBN-13: 978-8597026535.
MNCR - MOVIMENTO NACIONAL DOS CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS. Quantos Catadores existem em atividade no Brasil? 2020. Disponível em: http://mncr.org.br/sobre-o-mncr/duvidas-frequentes/quantos-catadores-existem-em-atividade-no-brasil. Acesso em 29 de setembro de 2020.
NUSSBAUM, Martha. Woman and Human Development: the capabilities approach. Cambridge: Cambridge University Press, 2000. https://doi.org/10.1017/CBO9780511841286
OLIVEIRA, Carla Tognato; LUNA, Mônica; CAMPOS, Lucila. Understanding the Brazilian expanded polystyrene production chain and its reverse logistics towards the circular economy. Journal of Cleaner Production, [S. l.], v. 235, n. 10, p. 562-573, out. 2019. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0959652619322966. Acesso em: 16 abr. 2022.
POSTAL, Carolina Oliva; CONTO, Samuel Martim de. A relação entre escolaridade e remuneração no mercado de trabalho. Banco de Dados Regional da UNIVATES. (Acesso em: 07 de janeiro, 2023) em: chrome-extension://efaidnbmnnnibpcajpcglclefindmkaj/https://www.univates.br/media/bdr/aspectos_do_vale/1241472506_09_-_a_relacao_entre_escolaridade_e_remuneracao_no_mercado_de_trabalho_25_10_2008.pdf.
SEN. Amartya. The Idea of Justice. The Belknap Press of Harvard University Press, 2009, 467 pp. Doi: 10.1017/S0266267111000241.
SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO - SNIS. Diagnóstico do manejo de Resíduos Sólidos Urbano – 2019. 2019. Disponível em: http://www.snis.gov.br/diagnostico-anual-residuos-solidos/diagnostico-do-manejo-de-residuos-solidos-urbanos-2019. Acesso em: 15 mar. 2021.
TRINDADE, Fernanda dos Santos. As associações da Associação: um estudo sobre catadores (as) de materiais recicláveis em Sant’Ana do Livramento/RS. 2020. 150f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Instituto de Filosofia, Sociologia e Política, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2020. Disponível em: http://guaiaca.ufpel.edu.br/bitstream/prefix/6479/1/Dissertacao_FERNANDA_DOS_SANTOS_TRINDADE.pdf. Acesso em: 16 abr. 2022.
ZOLNIKOV, Tara et al. Ineffective waste site closures in Brazil: A systematic review on continuing health conditions and occupational hazards of waste collectors. Waste Management, [S. l.], v. 80, n. 2, p. 26-39, out. 2018. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0956053X1830535X. Acesso em: 16 abr. 2022.

Downloads

Publicado

2023-10-27

Como Citar

SANTOS, Gustavo Carvalhal; BARDEN, Júlia Elisabete. A Contribuição de uma Associação de Catadores de Materiais Recicláveis para a Melhoria nas Condições de Vida de seus Associados. Fronteira: Journal of Social, Technological and Environmental Science, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 127–140, 2023. DOI: 10.21664/2238-8869.2023v12i3.p127-140. Disponível em: https://revistas2.unievangelica.edu.br/index.php/fronteiras/article/view/6762. Acesso em: 20 abr. 2024.